Os Puritanos e o Pluralismo Moderno

6 maio

Puritanos em uma das sessões de Westminster, Inglaterra

Os puritanos são amplamente conhecidos por sua ortodoxia firme. Os grandes documentos confessionais da igreja protestante, como a Confissão de Fé de Westminster, são de sua autoria. Eles são um exemplo contundente de combate ao pluralismo de idéias, querendo conviver ou até mesmo apagar as prerrogativas exclusivas do Evangelho. Os artigos traduzidos logo abaixo abordam os desafios que estão diante da igreja na atualidade. Certamente estes escritos tiveram como sua fonte de influência a confessionalidade puritana, vista como ferramenta imprescindível em meio ao pluralismo atual.
Tanto o Dr.R.C.Sproul quanto Dr. Peter Jones tem demonstrado criatividade, pertinência e perspicácia para combater a corrosão provocada pelo relativismo e pluralismo, sobre a verdade inequívoca das doutrinas da graça. Até mesmo nos meios ditos “reformados”. Enquanto você saboreia os artigos, perceba a influência que os velhos puritanos exercem na cosmovisão destes homens. Os Puritanos eram filhos de seu tempo. E por isso mesmo responderam questionamentos de seu tempo de forma clara e bíblica. Aqueles varões eram velozes para reagir à infiltração herética, capazes de farejar o erro teológico a metros. Eles fatalmente seriam, sem receio de errar, os primeiros a propor uma resposta todo-abragente imersa no contexto dos problemas hodiernos da Igreja. Como filhos do seu tempo também, a iniciativa de Sproul e Peter Jones é puritanismo puro e simples. Leiamos com atenção.

 By:Wellington Costa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: